O que é a APIC
A Associação Portuguesa de Intérpretes de Conferência (APIC) foi criada em 1987 por um grupo de intérpretes de conferência independentes com o objectivo de assegurar os padrões de qualidade da interpretação de conferência em Portugal no quadro de uma configuração institucional própria.

Em obediência a um Código Deontológico que constitui o seu marco de referência primordial, a APIC propõe-se zelar pelo cumprimento de condições de trabalho compatíveis com as exigências da profissão, defender os direitos específicos dos seus associados, promover a colaboração entre os profissionais da interpretação de conferência e entre estes e as instituições relacionadas com a sua actividade específica e apoiar a formação de intérpretes de conferência.

Os associados da APIC são intérpretes altamente qualificados, cuja admissão depende da avaliação positiva das suas competências realizada por júris formados por profissionais. A APIC conta com o reconhecimento de organizações nacionais e internacionais (governamentais e não-governamentais) e de empresas e instituições da cultura e da ciência, e orgulha-se de ver o mérito dos seus membros ratificado pela Presidência da República, pela Presidência do Conselho de Ministros, pela Comissão Europeia e pelo Parlamento Europeu, entre outras instituições de prestígio.

A APIC encontra-se representada no Conselho Consultivo para a Tradução e Interpretação do Sindicato Nacional de Actividade Turística, Tradutores e Intérpretes".